António Paraíso: O desejo do luxo

Conhecemos António Paraíso num lançamento de uma coleção de óculos de luxo, precisamente, isto porque este homem é uma das poucas personalidades que domina o luxo em Portugal. A sua figura elegante e aprumada ao pormenor anunciou a especialidade que segue e absorvemos com atenção a sua experiência e ideias sobre o segmento de consumo mais desejado do mundo.

 

O luxo é desejo ou provoca desejos?

O luxo é um fenómeno sociológico de consumo com características muito elitistas. Estas são relacionadas com qualidade extrema, design, exclusividade, escassez, perfeição, beleza, status social, arte, excelência, sofisticação, elegância, surpresa, inovação, preço alto, entre várias outras, o que faz os seus consumidores sentirem-se muito especiais e proporciona momentos de felicidade. Por todos estes motivos, o luxo provoca muito desejo na maioria das pessoas, mas poucas lhe conseguem aceder.

E por ser um conceito tão intrincado, culto e romântico acha que todas as marcas nascem com o sonho de serem consideradas luxuosas?

Creio que nem todas as marcas nascem com o sonho de serem de luxo. A esmagadora maioria dos consumidores é de classes sociais médias e baixas e a maior parte das marcas surge com o objetivo de conquistar essas fatias importantes de mercado, onde está a grande quantidade de consumo. O que acontece é que grande parte das marcas de consumo em massa, dentro do seu segmento, da sua área de negócio, deseja subir preços para faturar mais e decide então sofisticar um pouco a sua oferta, embelezando-a e tornando-a mais exclusiva. O exemplo mais paradigmático desse fenómeno é a Nespresso, uma marca que conseguiu transformar um produto banal chamado café em estilo de vida elegante. Mas nem todas as marcas que o desejem e tentem, conseguirão ser marcas premium ou de luxo. A construção de uma marca de luxo é muito exigente e difícil, pelo que nem todos o conseguem fazer com mestria.

Que futuro se pode auspiciar para o setor do luxo?

O futuro do setor do luxo será seguramente positivo e promissor. O estudo que referi acima, prevê que o mercado do luxo cresça cerca de cinco por cento por ano, pelo menos, nos próximos cinco anos. Além disso, o relatório Global Wealth Report 2019 elaborado pelo banco Credit Suisse confirma que a quantidade de milionários no mundo aumentou mais uma vez e agora são já 47 milhões. As marcas de luxo sabem bem como lidar com o ego do ser humano e têm como um dos grandes objetivos fazer os seus clientes sentir-se muito especiais. E haverá sempre quem esteja disposto a pagar para se sentir especial.

 

No Comments Yet

Comments are closed